A tecnologia piezoelétrica: uma inovação nas cirurgias odontológicas

Quais feedbacks normalmente se recebe após uma cirurgia odontológica?

Geralmente os pacientes temem pela  dor durante o procedimento ou no período pós-cirúrgico porque, dependendo do caso, a cirurgia com instrumentos convencionais é  invasiva causando lesões nos tecidos adjacentes à área operada. 

Foi pensando nos pacientes que o  Dr. Tomaso Vercelotti e o Engenheiro Fernando Bianchetti desenvolveram  um equipamento com base na energia piezoelétrica que permitisse osteotomias e osteoplastias mais precisas e seguras.

Essa inovação foi inspirada no conceito já conhecido da piezeletricidade que se manifesta em cristais como o quartzo que, quando submetidos a estímulos de pressão ou tensão, produzem um campo eletromagnético proporcional à intensidade recebida. 

O corte piezelétrico, não age através do atrito  como os instrumentos convencionais: brocas, serras e cinzéis. Ele atua exclusivamente nos tecidos mineralizados. Os variados insertos permitem  preservar as estruturas anatômicas, como nervos e vasos, gerando maior previsibilidade cirúrgica, diminuindo o sangramento durante a cirurgia, aumentando a osseointegração e diminuindo  edemas e dor pós operatória. 

Como há uma diminuição de sangramento, o cirurgião tem melhor  visualização do campo operatório, diminuindo também a possibilidade de acidentes durante o  ato cirúrgico. Essa é uma grande vantagem para pacientes diabéticos porque o aparelho piezoelétrico favorece não só a diminuição do sangramento mas também uma cicatrização rápida. 

A tecnologia piezo também esteriliza a área operada,  pois a vibração da ponta piezelétrica faz colapsar a parede bacteriana,  graças ao efeito cavitacional, reduzindo assim o risco de complicações pós cirúrgicas. 

Essas características são causa de um melhor bem-estar do paciente durante e após os procedimentos. Por isso a piezocirurgia é o procedimento com maior ascensão  entre os cirurgiões dentistas. 

 

Pioneiros em inovação 

 

A Mectron não só desenvolveu a piezocirurgia com o Dr. Vercelotti, mas se tornou referência  mundial da técnica, tendo desenvolvido protocolos específicos para soluções cirúrgicas complexas. 

Esta tecnologia está no Brasil a mais de 10 anos, e é representada pela Implantec.

O Piezo Surgery Touch é um aparelho de 4ª  geração que possui uma ampla versatilidade; são mais de 200 geometrias diferentes dos  insertos destinados tanto para aplicações clínicas quanto cirúrgicas. Suas velocidades sônica, subsônica e supersônica não o  limitam ao corte, funcionando também como um ultrassom comum para profilaxia.

O Piezo Surgery Touch é indicado em várias aplicações clínicas como: Amputação radicular, raspagens radiculares, limpeza extrarradical apical, tratamento intracarnal, corticotomia para a aceleração do tratamento ortodôntico, osteotomias em cirurgias ortognáticas, remoção de dentes inclusos, osteotomia em lesões e tumores, preparo de implantes, coleta de enxerto autógeno raspado, elevação de seio maxilar, e split crest

A qualidade técnica do Piezo Surgery Touch se comprova em mais de 200 artigos publicados em periódicos científicos de alto impacto. 

Já não há desculpa para continuar promovendo más experiências nas clínicas cirúrgicas. A tecnologia hoje nos favorece, porque podemos dar  maior conforto aos pacientes e mais assertividade no trabalho do cirurgião. 

Brocas, serras e afins se tornarão obsoletos mais rápido do que esperamos

O que falta para você ainda confiar na tecnologia? Vai ficar aí parado enquanto o mundo passa sobre você?

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp